Tit Informativo

Blog


Além de precauções com a pele e a hidratação, o verão também requer cuidados e atenção especial com os olhos.

O oftalmologista Bruno Guimarães Novaes, diretor médico do Hospital Oftalmológico Santa Beatriz, em Niterói, explica que a exposição ao sol forte do verão pode comprometer a saúde ocular e trazer graves danos.

“Para o início dos prejuízos aos olhos, nem é necessária exposição excessiva, por isso devemos redobrar os cuidados”, explica o médico.

Segundo ele, a luz ultravioleta é prejudicial para a saúde ocular e o sol pode de fato queimar a córnea. Além disso, outras situações da estação trazem riscos aos olhos. Diante disso, o especialista separou seis dicas de como preservar os olhos sempre saudáveis. Veja abaixo quais são elas:

1. Tenha sempre óculos escuros por perto

“A utilização dos óculos escuros com filtro é muito importante, pois ele filtra a radiação emitida pelo sol, protegendo o olho.”

2. Proteja a pele e os olhos na praia

“Quando nas praias, muito visitadas na estação, deve-se tomar cuidado com o sal do mar e a areia, pois os grãos podem entrar nos olhos e arranhar a córnea.”

3. Diga não à pirataria

“Nunca se deve comprar óculos escuros de ambulantes e camelôs. O ideal é ir à loja de confiança.”

4. Higienize as mãos com frequência

“A conjuntivite é uma doença comum no verão. Deve-se sempre lavar as mãos, evitar coçar os olhos e frequentar ambientes fechados com aglomeração de pessoas, principalmente se alguma tiver sintomas.”

5. Desconecte-se

“No período de férias, evitar deixar as crianças muito tempo na frente na televisão, do vídeo game e do computador. O excesso trará desconforto ocular, dor de cabeça, ardência e dores nos olhos. Descansar dez minutos a cada hora.”

6. Procure o caminho com mais sombras

“A utilização de bonés e a permanência na sombra são importantes. Outra dica é evitar sair nos horários de pico do sol.”

OS novos solares da Miu Miu acabam de chegar na A Graciosa. Delicados e cheios de estilo, eles vão fazer a cabeça das fashionistas. Confira os modelos:




Dentre os cortes mais pedidos entre as mulheres está a franja. Seja reta ou de laidnho, o look faz muito sucesso. Quando chega a hora de escolher o óculos certos para esse corte de cabelo algumas mulheres ficam confusas. Quem precisa usar o óculos de grau ou não sai de casa de o óculos escuro, pode se confundir na hora de escolher a armação que combina melhor com o corte de cabelo.

A primeira coisa que precisa ser observada é o formato do seu rosto. Seja qual for a situação, saber qual é o formato do seu rosto auxilia na hora de escolher a melhor armação. Outra dica é evitar os modelos de óculos pesados e com armações grandes. Esse tipo de modelo pode esconder totalmente o seu rosto. Para não deixar o visual pesado, a dica é escolher modelos leves e finos em que as armações sejam menores na parte superior. Desta forma o seu visual ficará moderno e harmônico, sem atrapalhar no estilo de corte do seu cabelo.

Olhos vermelhos e irritação. Esses são alguns dos sintomas mais comuns da conjuntivite, inflamação na conjuntiva, a membrana que envolve o globo ocular e a parte interna das pálpebras. O problema pode ocorrer durante todo o ano, mas registra mais casos no verão e no inverno.

Segundo o oftalmologista e coordenador do Pronto-Socorro Oftalmológico da Santa Casa de Santos, Gustavo Teixeira Grottone, isso ocorre porque, nessas duas estações a aglomeração de pessoas é maior do que em outras épocas do ano, o que facilita a contaminação.

"Cerca de 20% dos atendimentos diários realizados no PS oftalmológico da Santa Casa, nesta época, são de conjuntivite. Não é um número alarmante, já que, ao longo do ano, o número de casos chega a 10% do total. É uma doença sazonal e que costuma ter mais ocorrências nesta época do ano'', afirma o médico.

Grottone diz que, além da aglomeração de pessoas, as questões sanitárias também contribuem para as infecções. "O calor ajuda na propagação do vírus. No inverno, em função do frio, a incidência de pessoas juntas em locais fechados também é grande e, com isso, o risco de contaminação também é maior".

Para evitar a contaminação de outras pessoas, o paciente que está com conjuntivite deve ter cuidado redobrado com a higiene. ”Os utensílios devem ser separados, como as toalhas de rosto e fronhas. É sempre bom lavar as mãos e o rosto”, orienta.

Tipos

A conjuntivite viral é a mais comum e cerca de 95% dos casos da doença são deste tipo, principalmente nesta época, quando o calor e a umidade favorecem a disseminação do vírus. 

Normalmente, a doença ocorre em um ou nos dois olhos e é caracterizada por vermelhidão, secreção esbranquiçada ao acordar e sensação de corpo estranho. O tratamento, segundo o médico, consiste em aplicar compressas (água ou soro fisiológico) geladas.

Outro tipo de conjuntivite, a bacteriana costuma aparecer mais em crianças e idosos. O paciente com a conjuntivite bacteriana normalmente amanhece com os olhos grudados e com secreção que contém muco e pus. "Além das compressas geladas, pode ser necessário administrar antibiótico durante o tratamento. Não é recomendado usar colírios por conta própria, pois podem piorar a infecção. É sempre bom procurar um médico".

O terceiro tipo da doença não é contagioso. A conjuntivite alérgica pode aparecer em pacientes de todas as idades e possui os mesmos sintomas da conjuntivite viral. "A diferença é que não costuma haver tanta secreção", explica Grottone.

O médico ressalta ainda que, para ser infectado, é necessário o contato com o vírus, seja pela secreção ou por pertences pessoais de quem já está infectado, tais como óculos, maquiagem e toalha. Apesar do calor, banhos de piscina também devem ser evitados. "O cloro pode piorar o quadro e o vírus pode passar para outra pessoa pela água", afirma. O período de contágio varia entre 4 e 5 dias. 

Alerta

Se os sintomas não melhorarem depois de três dias, Grottone reforça a importância de procurar um profissional. "Algumas doenças oculares sérias têm sintomas parecidos com a conjuntivite, como a úlcera bacteriana de córnea, por exemplo. É preciso que o paciente fique atento à possíveis quedas de visão, dor intensa e secreções de coloração amarelo-esverdeado".

Ainda segundo o oftalmologista, o paciente deve continuar atento dias após os principais sintomas da doença cessarem. "Depois de umas semanas o vírus pode causar embaçamento visual e tratamento é necessário".


Quando foi a sua última consulta ao oftalmologista? Se a resposta é há mais de um ano atrás, está mais do que na hora de fazer uma visita. Isso é importante porque muitos problemas oculares graves podem ser completamente curados se tratados cedo. Do contrário, acabam sendo descobertos tarde e os efeitos são mais sérios para a saúde dos olhos. O diagnóstico precoce salva muitas pessoas de cegueira e outros problemas oculares.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 246 milhões de pessoas sofrem de algum tipo de problema ocular que causa perda média ou completa da visão. De acordo com pesquisa da Unidade Pernambucana de Atenção Especializada (UPAE), o índice chega a este nível porque a população não possui o hábito de fazer consultas regulares ao oftalmologista em intervalos saudáveis, permitindo que doenças graves se desenvolvam.

Doenças como o glaucoma e diabetes impactam a saúde ocular e podem agir como males silenciosos, já que demoram a exibir sintomas e, quando o fazem, o quadro está em seu estado avançado. A devida classificação da doença e o início do tratamento devem ser feitos o quanto antes, e a melhor forma de conter os avanços de doenças oculares graves é respeitando uma regularidade nas consultas oculares.

Agora, repetimos a pergunta do início do post. Quando foi a sua última consulta ao oftalmologista? Lembre-se da importância de diagnosticar doenças graves cedo.

O verão chegou, mas os cuidados com a beleza não devem ser os únicos requisitos para curtir esta época do ano. A saúde da visão, por exemplo, é um bem que pode ser preservada com o uso de óculos solares. Além de imprescindíveis para o bem estar de quem vai curtir férias de final e início de ano, eles são um acessório a mais para a composição do look.

De acordo com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), Natal é a terceira cidade do mundo com a maior incidência de raios solares, perdendo somente para Austrália e La Paz. Isso mostra que os cuidados devem ser redobrados quando o assunto é exposição ao sol na capital potiguar. No total, são 220 dias de céu claro, entre meados de outubro e março, quando são registrados os maiores índices de radiação ultravioleta.

Bom gosto, sofisticação e exclusividade também requerem seus devidos cuidados. Depois, caia na diversão! O veraneio é todo seu! ;-)


Depois das férias, é hora de voltar às aulas. No entanto, além do material escolar, uniforme e livros, a avaliação oftalmológica também é fundamental para assegurar uma boa aprendizagem ao aluno.

De acordo com o último relatório de Saúde Ocular no Brasil, publicado pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia, existem 15 milhões de crianças em idade escolar com erros de refração (miopia, astigmatismo e hipermetropia), que causam dificuldade para enxergar e podem interferir no aproveitamento do estudante. "Estas alterações, quando não corrigidas, podem ser a causa de mau desempenho escolar. Pais e professores podem ajudar observando os sintomas da criança e do adolescente.

Queixas como dor de cabeça, ardência e dores oculares, além de dificuldade para enxergar o quadro, são indicativos de que elas possam apresentar algum distúrbio de visão", afirmou a dra. Doroteia Matsuura, clínica geral e chefe da Oftalmopediatria do Hospital Oftalmológico de Brasília (HOB).

A oftalmologista do HOB ressalta, entretanto, que não apenas crianças devem ter este cuidado com os olhos. Segundo ela, exames oftalmológicos de rotina devem ser feitos sempre e em todas as idades. "Se o exame é feito num momento correto, ele pode vir a ser determinante no desenvolvimento do aluno. Além disso, aqueles que já usam óculos também devem fazer avaliações anuais, mesmo que aparentemente estejam enxergando bem, pois os óculos podem estar incorretos ou fracos. Alguns simplesmente não usam mesmo sabendo da necessidade. Isto prejudica seu rendimento, tanto na sala de aula quanto no seu estudo em casa, pois pode causar dores e cansaço", explica.

A médica ainda dá dicas de cuidados que devem ser tomados para assegurar a saúde dos olhos. "O melhor lugar para estudar é sentado à frente de uma mesa ou escrivaninha, com a luminosidade adequada. O mais indicado é usar uma luminária e a luz nunca deve ser direcionada para os olhos, mas direto para livro que está sendo lido", acrescenta dra Doroteia.


Você sabe dizer o que John Lennon, Mahatma Gandhi, Janis Joplin, Ozzy Osbourne, Harry Potter têm em comum? Hum…tudo bem, eles são todos famosos, inteligentes, mas também têm em comum um acessório que voltou com força total, agora sabe o que é? Bem, se respondeu óculos redondo acertou!

Sem dúvida, os óculos são acessórios indispensáveis no verão, principalmente o nosso verão escaldante, e para essa temporada, o modelo redondo está vindo com tudo pra dar uma variada nas tradicionais e clássicas armações quadradas.


Claro, eles voltaram junto com a febre do retrô, eles que foram verdadeiro hit nos anos 60 e 70, vieram acompanhando várias tendências passadas, e o acessório já caiu nas graças das celebridades lá fora e já está começando a ser presença forte por aqui também.


Está valendo tudo, grandes, pequenos modelo retrô, color block, armações coloridíssimas, lentes espelhadas, redondos com pegadas futuristas…ou seja, tem para todas as tribos e estilos, uma tendência que já está sendo vista no street style mundo a fora.

E o mais legal? Eles compõem os mais variados estilos, desde o casual, o hippie, chic, ladylike, e mais, combinam super bem para todos os tipos de rosto


Para tentar amenizar o calor excessivo a única solução é ficar com o ar condicionado, o climatizador ou o ventilador ligados 24 horas. Dra. Rachel Gomes, oftalmologista, alerta que a exposição exagerada pode causar danos à visão. “Ambientes com baixa umidade do ar provocam aumento da evaporação da lágrima e podem causar sensação de olho seco”, diz Rachel.

O olho seco é caracterizado pela diminuição do filme lacrimal que é dividida em três camadas: oleosa, aquosa e proteica. O ar condicionado suga o ar do ambiente e retira a umidade. Essa baixa umidade causa muitos incômodos: queimação, secreção, embaçamento, olhos vermelhos, sensação de corpo estranho, coceira, lacrimejamento e a fotofobia. A secura atinge a conjuntiva, a córnea e facilita o surgimento de lesões.

Para prevenir, o ideal é ficar longe dos aparelhos e não ser atingido diretamente pela corrente de ar. Se dormir em ambiente com ar condicionado use máscara para dormir, beba água com frequência e tenha um colírio lubrificante (também conhecido como lágrima artificial) recomendado pelo seu oftalmologista à mão. Recomenda-se também usar umidificadores de ambiente ou deixar uma toalha molhada para que a umidade do ar não diminua.


Quando falamos de cuidados com a saúde ocular, a maioria das orientações sempre gira em torno de nunca permitir que corpos estranhos entrem em contato com os olhos. Afinal, são áreas extremamente sensíveis em relação ao corpo e à saúde ocular. Desta forma, é importante se lembrar de como boa parte da maquiagem diz respeito à área dos olhos, de maneira que a aplicação de produtos errados ou de um jeito inadequado pode prejudicar a saúde ocular.

O uso errado de maquiagem, seja na aplicação inadequada ou por utilizar produtos de baixa qualidade, pode ocasionar uma série de problemas oculares. Entre eles, conjuntivite alérgica, viral, bacteriana e fúngica e blefarite.

Veja a seguir algumas dicas de como garantir a sua saúde ocular no uso da maquiagem:

-não aplique a maquiagem diretamente nas pálpebras
-não durma de maquiagem; retire os produtos antes dormir
-não compartilhe os produtos, para evitar risco de contaminações
-não use delineadores muito duros
-não use cílios postiços, já que a cola pode irritar os olhos
-não use brilho nos olhos, já que essas pequenas partículas podem arranhar a vista


Neste mundo moderno é difícil encontrar alguém que não passe um bom tempo diário dedicado a usar o computador. Seja para trabalhar ou para se divertir, trata-se de um recurso mais do que presente no nosso dia a dia, mas que pode prejudicar a saúde ocular se houver excessos. Confira a seguir cinco dicas importantes de certos hábitos relacionados ao uso do computador para viver melhor e com mais saúde ocular:

1. Usa o computador por muito tempo seguido? Faça pausas

Assim como qualquer outra parte do corpo, os olhos são compostos por músculos que precisam ser estimulados. Quando usamos o computador, a musculatura dos olhos fica sem estímulos, já que ficamos focados em apenas um ponto, uma só distância focal. Para exercitar a musculatura dos seus olhos, faça pausas regulares e foque a vista em pontos distantes e próximos. Desta forma, a musculatura dos olhos fica estimulada e mais saudável.

2. Como está o brilho do seu monitor? Ajuste-o até um ponto confortável

Ao usar o computador, a sensação que você tem é a de estar olhando diretamente para uma lâmpada? Neste caso, é importante rever os níveis de brilho e contraste do seu monitor. Estes níveis devem estar naquele ponto considerado o mais confortável para a sua visão. Além disso, é necessário que a iluminação no cômodo em que você está seja compatível com a luminosidade do monitor: não use o computador com o brilho no máximo em uma sala escura, por exemplo. Isso também vale para celulares e tablets.

3. Quando foi a última vez que você visitou o oftalmologista? Lembre-se da importância da prevenção

Muitos problemas oculares graves podem ser completamente curados se diagnosticados cedo. Mesmo que você não esteja sentindo incômodo na sua visão, é importante fazer uma consulta com o oftalmologista pelo menos uma vez ao ano, independente se você usa óculos ou não. Mantendo um acompanhamento médico com o seu oftalmologista, a sua saúde ocular fica protegida de imprevistos.

4. Use o F.lux

O F.lux é um programa para computador que serve para aliviar muitos dos efeitos negativos descritos no item 2. Só que ele não trabalha exatamente com brilho e contraste: ele configura o nível do branco para que a imagem do monitor fique confortável para os olhos conforme transcorre o dia. Com uma instalação simples, ele irá modificar a coloração do seu monitor, ficando com tons mais quentes à noite (quando há mais luz artificial) e mais frios durante o dia (quando há a luz do sol).

5. Use o bom senso

Qualquer atividade realizada em excesso possui grandes chances de fazer mal. Se você já está sentindo cansaço por trabalhar muitas horas, não insista ao permanecer diante do computador, pois os efeitos nocivos da exposição ao monitor virão de forma aumentada. Respeite a saúde do seu corpo e descanse. Isso vai fazer bem para a saúde dos olhos e do resto do corpo.

Seguindo essas dicas, o uso do computador não terá efeitos negativos sobre a saúde dos seus olhos. Afinal, ele é parte integrante do fluxo de trabalho de muita gente. Então, o ideal é adaptar os seus hábitos para ter mais saúde.


Durante o verão, quando os pratos quentes cedem lugar às saladas, nada melhor do que saber que os alimentos ingeridos fazem muito bem à saúde e, especialmente, aos olhos. É o que afirma o oftalmologista Dr. Renato Neves, quando ensina seus pacientes a preparar uma receita refrescante.

A salada para enxergar bem deve acompanhar um salmão ou atum grelhado durante as refeições e leva um maço de espinafre cortado, seis folhas frescas de alface, duas cenouras raladas, uma berinjela pequena levemente cozida e cortada em cubos, um maço de brócolis, cubinhos de pimentão sem pele (amarelo, verde e vermelho), seis unidades de couve-de-bruxelas, sementes de linhaça dourada e castanhas-do-pará trituradas.
 
“Essa salada tem ingredientes ricos em nutrientes importantes para a visão e pode ser temperada com um molho igualmente especial para enxergar bem. Ele deve ser preparado com óleo de canola, suco de limão, vinagre de maçã, mostarda de Dijon, um filé de anchova ralado, uma gema de ovo e queijo parmesão. Trata-se de uma refeição excelente não só para os dias de verão, mas para o ano inteiro”, diz Neves.
 
O médico afirma que o verão é a melhor estação para fazer mudanças importantes nos hábitos alimentares, já que a exposição ao sol deixa as pessoas mais vaidosas e preocupadas com o bem-estar físico, além de facilitar a adoção de alimentos frescos. “As pessoas deveriam aproveitar a disposição de começar um novo ano com atitudes mais positivas e se comprometer com a diminuição da ingestão de carboidratos, alimentos gordurosos, carne vermelha, embutidos, açúcar e sal. O excesso de sódio na dieta é um grande vilão da saúde, favorecendo o desenvolvimento de catarata na terceira idade. É importante consultar as embalagens e dar preferência a alimentos com sódio reduzido”.
 
De acordo com o oftalmologista, outro ponto fundamental é acrescentar mais peixes às refeições, principalmente os enriquecidos de ômega 3, como salmão, atum, sardinha e bacalhau. Habituar-se a comer mais frutas e saladas também é importante, já que aumentar a ingestão de vitaminas, minerais, proteínas saudáveis e luteína também traz vários benefícios para a saúde ocular. “Alimentos antioxidantes combatem o envelhecimento precoce e ainda doenças como degeneração macular, catarata e olho seco. Sendo assim, vale a pena ingerir mais frutas de várias cores e verduras de tonalidade verde-escuro (espinafre, couve e brócolis), já que contêm antioxidantes que protegem os olhos, reduzindo os danos provocados pelos radicais livres”.
 
Ovos, milho verde, mamão, laranja e kiwi também contêm luteína, substância fundamental no combate à degeneração macular relacionada à idade. “A esses alimentos, acrescentamos cenoura e abóbora, que também são ricas em vitamina A e contêm muita vitamina C”, diz Neves. Por fim, o médico aconselha a seus pacientes incluir mais castanhas, linhaça e óleo de canola às receitas em geral, porque têm o poder de prevenir a síndrome do olho seco, muito frequente nas grandes cidades e na terceira idade. “Além de fazer bem para a saúde geral, uma dieta equilibrada comprovadamente tem o poder de adiar ou ainda atenuar doenças oculares. Por isso é tão importante incluir a alimentação saudável nas decisões de começo de ano”.